e-escola

Aminoácidos e proteínas Básico

Publicado em 15/04/2010 

Estrutura Secundária

A estrutura secundária das proteínas é devida à formação de pontes de hidrogénio entre as cadeias laterais dos aminoácidos constituintes da cadeia peptídica. As estruturas secundárias mais comuns são: a hélice alfa e a folha pregada beta.

Estrutura secundária  da proteína

Fig. 5 – Estruturas secundárias mais comuns das proteínas.

Estrutura terciária das proteínas

Fig. 6 – Barril Beta: exemplo de uma estrutura terciária das proteínas.

Estrutura Terciária

A estrutura terciária consiste no arranjo espacial das estruturas secundárias da proteína e é conseguida através de interacções hidrofóbicas, pontes de hidrogénio, interacções iónicas e pontes dissulfureto entre os aminoácidos constituintes da proteína. Um exemplo de uma estrutura terciária é o barril beta, formado pela interacção de folhas pregadas beta.

Estrutura Quaternária

A estrutura quaternária consiste na interacção entre duas ou mais cadeias polipeptídicas (subunidades proteicas). Para que algumas proteínas possam funcionar, pode ser necessária a ligação de várias subunidades proteicas, de modo a formar um complexo proteico. A ligação é normalmente devida a interacções não-covalentes entre aminoácidos das várias subunidades proteicas, mas podem ser estabilizadas por pontes dissulfureto.

Autor e Créditos

Autor:

 

Tópicos Relacionados

 

Para comentar tem de estar registado no portal.

Esqueceu-se da password?

© 2008-2009, Instituto Superior Técnico. Todos os direitos reservados.
  • Feder
  • POS_conhecimento