e-escola

Vanádio Básico

Publicado em 24/11/2008 

O vanádio e a Vida

O vanádio é um elemento essencial para vários seres vivos.

Estima-se que o ser humano necessita de uma dose diária de vanádio de 2 microgramas, uma quantidade que é muito inferior à média de 40 microgramas que é calculado que se ingira numa dieta equilibrada. Embora a sua função biológica ainda não esteja bem compreendida, pensa-se que este elemento actua como regulador enzimático. Apesar de não se acumular em nenhum órgão, o vanádio encontra-se presente no corpo humano em quantidades superiores às, aparentemente, necessárias. Também devido a este facto, pensa-se que este elemento possuirá ainda outras funções.

Estudos efectuados em ratos e galinhas mostram que o vanádio possui um efeito promotor do crescimento, supondo-se que este estímulo provavelmente também ocorrerá no ser humano. Entre os alimentos com mais vanádio contam-se os alimentos provenientes do oceano e o fígado de animais.

O vanádio constitui um elemento essencial para alguns microrganismos, nomeadamente para algumas espécies que efectuam a chamada “fixação do azoto”, isto é, a conversão de azoto atmosférico (N2) em amoníaco (NH3), essencial para o crescimento das plantas.

Sendo relativamente abundante em solos, este metal é absorvido em quantidades variáveis por plantas e fungos. Verifica-se, ainda, que o vanádio é absorvido por certas espécies de vermes marítimos.

Relativamente à sua toxicidade, os compostos deste elemento não são considerados perigosos. No entanto, conhecem-se registos de ocorrências de irritações severas ao nível dos olhos, nariz e garganta de trabalhadores expostos a pó de pentóxido de vanádio, V2O5.

Autor e Créditos

Autor:

 

Para comentar tem de estar registado no portal.

Esqueceu-se da password?

© 2008-2009, Instituto Superior Técnico. Todos os direitos reservados.
  • Feder
  • POS_conhecimento