e-escola

Lei de adição de velocidades Básico

Publicado em 01/04/2004 (revisto em 04/02/2010)

Existe forma de comparar as medidas feitas por dois observadores que se movem um em relação ao outro. Essa comparação é feita usando a lei de transformação de Galileu. Vamos agora tirar mais algumas conclusões desta lei.

Imaginemos que temos um observador A ao qual está associado um referencial S e um observador B associado a um referencial S'. O referencial S' move-se em relação ao referencial S com uma velocidade vp, como representado na animação.

Num dado instante o observador A lança um projéctil com uma velocidade vp.

Do ponto de vista de B, A move-se com uma velocidade v e portanto, mesmo antes de iniciar o seu movimento relativamente a A o projéctil já tinha essa velocidade relativamente a B. Do ponto de vista desse observador a velocidade do projéctil será assim a soma vectorial dessas duas velocidades. Quer isto dizer que se o projéctil for lançado na direcção da velocidade v a sua velocidade em relação a B será v + vp. Se for lançado na direcção oposta essa velocidade será v vp.

Designando por vA a velocidade do projéctil em relação a A e por vB a sua velocidade relativamente a B, temos assim, em notação vectorial

Esta lei designa-se por Lei de Adição de Velocidades de Galileu.

ScreenShot da Aplicação
Flash Icon
A visualização deste conteúdo requer a instalação do

Autor e Créditos

Autor:

Créditos:

  • Salvina Ribeiro
 

Para comentar tem de estar registado no portal.

Esqueceu-se da password?

© 2008-2009, Instituto Superior Técnico. Todos os direitos reservados.
  • Feder
  • POS_conhecimento