e-escola

Sistemas de partículas e o centro de massa Intermédio

Publicado em 14/09/2004 

Até agora apenas considerámos corpos isolados, livres ou não. Mas como é que poderíamos estudar a dinâmica de um sistema de várias partículas?

Suponhamos um sistema composto de partículas com massas não variáveis m1, m2, m3,... e as suas posições respectivas 1, 2, 3... em relação a um referencial inercial.

Designamos por pi = mivi a quantidade de movimento da partícula de massa mi (ou do elemento de massa mi no caso de considerarmos um corpo dividido em n porções cada uma de massa respectiva mi) e de velocidade vi. Vectorialmente, ficamos com a expressão (ou mais apropriadamente, equação):

(1)

Designa-se por Sist a quantidade de movimento do sistema e considera-se que é igual à soma vectorial dos vectores quantidade de movimento de cada partícula do sistema:

(2)

Designa-se por M a massa total do sistema tal que:

(3)

Se dividirmos Sist por M, ou seja a equação (2) pela (3), obtemos as seguintes equações:

(4)

Autor e Créditos

Autor:

Créditos:

  • Salvina Ribeiro
 

Tópicos Relacionados

 

Para comentar tem de estar registado no portal.

Esqueceu-se da password?

© 2008-2009, Instituto Superior Técnico. Todos os direitos reservados.
  • Feder
  • POS_conhecimento