e-escola

Berílio Básico

Publicado em 06/11/2007 

O berílio na Natureza

O berílio é encontrado na natureza em mais de 30 minerais diferentes, sendo as principais fontes o berilo Be3Al2(SiO3)6, a betrandite (Be4Si2O7(OH)2), o crisoberílio (BeAl2O4) e a fenacite (Be2SiO4).

O berilo é um silicoaluminato de berílio em que algumas das suas variedades são usadas em joalharia. A água-marinha, de cor azul, o heliodoro de cor amarela, a morganite cor-de-rosa e a esmeralda de cor verde são exemplos bem conhecidos de pedras preciosas.

O crisoberilo é um óxido de alumínio cujos cristais podem apresentar um brilho áureo, facto este que esteve na origem grega do seu nome. Aparece numa variedade muito apreciada, conhecida como “ollho-de-gato”, devido aos seus reflexos especiais. A variedade amarelo transparente, cuja cor é devida a pequenas quantidades de ferro, foi muito utilizada em joalharia portuguesa do século XVIII.

Aparece numa variedade muito apreciada, conhecida como “ollho-de-gato”, devido aos seus reflexos especiais. A variedade amarelo transparente, cuja cor é devida a pequenas quantidades de ferro, foi muito utilizada em joalharia portuguesas do século XVIII.

Outra variedade também muito apreciada é a alexandrite, cuja cor, verde à luz do sol e vermelha à luz de uma lâmpada ou vela, é dada pela presença de traços de crómio no seu interior.

O berílio possui um único isótopo natural, o 9Be, o qual não é radioactivo. A interacção dos raios cósmicos com a atmosfera terrestre pode produzir o isótopo 10Be. Este berílio atmosférico é arrastado pela água da chuva, ficando assim armazenado no solo, até à sua desintegração (tempo de meia vida de 1,5 milhões de anos). Pela análise da quantidade deste isótopo nas calotes polares e nos sedimentos marinhos foi possível estudar a forma como o escudo magnético da Terra evoluiu ao longo do tempo, pois quanto mais forte este for menos radiação atinge a atmosfera e menor a quantidade que é formada deste isótopo. Chegou-se à conclusão que o escudo magnético de Terra é agora mais forte do que no passado, pois a quantidade de 10Be encontrado em depósitos datados da idade do gelo é superior às encontradas em  épocas posteriores.

Autor e Créditos

Autor:

 

Para comentar tem de estar registado no portal.

Esqueceu-se da password?

© 2008-2009, Instituto Superior Técnico. Todos os direitos reservados.
  • Feder
  • POS_conhecimento