e-escola

Quantificação da actividade antimicrobiana Básico

Publicado em 18/11/2005 

A actividade antimicrobiana de um composto pode ser quantificada com base na determinação da concentração mínima do composto capaz de inibir o crescimento de um dado microrganismo, um valor chamado CIM (Concentração Inibitória Mínima), ou MIC ("Minimum Inhibitory Concentration") em inglês.

Este valor pode ser determinado através do método das diluições sucessivas ou do método da difusão em agar, ou ainda através do uso de tiras contendo um gradiente de concentração de antibiótico, conhecido como E-teste.

No método das diluições sucessivas, são preparados tubos de ensaio contendo o meio de cultura suplementado com concentrações crescentes do agente antimicrobiano. Cada um dos tubos é inoculado com o microrganismo a testar. Terminado o período de incubação, avalia-se o crescimento microbiano, visível através da turbidez da cultura. A concentração inibitória mínima do crescimento, MIC, é a concentração mínima de agente antimicrobiano para a qual já não se observa crescimento do microrganismo, como ilustrado na figura seguinte.

O valor MIC de um dado agente antimicrobiano não é constante, sendo influenciado pela natureza do microrganismo testado, pela quantidade de inóculo, pelo tempo de incubação, pela composição do meio de cultura e pelas condições ambientais, tais como a temperatura, o pH e o arejamento. Quanto todas estas condições são padronizadas, é possível comparar a actividade de diferentes agentes antimicrobianos face a um certo microrganismo e determinar, por exemplo, qual o agente antimicrobiano mais efectivo contra esse microrganismo, ou avaliar a actividade de um mesmo agente relativamente a diferentes microrganismos.

Halo de inibição sem crescimento microbiano, após introdução de um disco com antibiótico

Fig. 1 - Aspecto de um halo de inibição causado pela introdução de um disco contendo um antibiótico que leva a que não haja crescimento microbiano na zona envolvente.

No método da difusão em agar, um disco de papel impregnado com uma quantidade conhecida de agente antimicrobiano é colocado na superfície de meio de cultura sólido apropriado contido numa placa de Petri e previamente inoculado com o microrganismo a testar. Durante a incubação da placa de Petri a uma temperatura adequada para o crescimento do microrganismo teste, o agente antimicrobiano sofre difusão do disco de papel para o meio sólido. A uma certa distância do disco, o valor MIC é atingido. Um halo (zona transparente) de inibição é formado há volta do disco, onde não crescem colónias do microrganismo.

Assim, após 24-48 h de incubação é medido o diâmetro do halo de inibição formado à volta do disco. O diâmetro do halo de inibição é proporcional à quantidade de agente antimicrobiano presente no disco, à solubilidade do agente, ao coeficiente de difusão no meio de cultura sólido e à eficácia global do agente antimicrobiano. Este método é rotineiramente usado para determinar a sensibilidade a antibióticos de microrganismos patogénicos.

Autor e Créditos

Autor:

 

Para comentar tem de estar registado no portal.

Esqueceu-se da password?

© 2008-2009, Instituto Superior Técnico. Todos os direitos reservados.
  • Feder
  • POS_conhecimento