e-escola

Meios de cultura Básico

Publicado em 18/11/2005 

Classificação funcional dos meios de cultura

Os meios de cultura podem ser usados na selecção e crescimento de um determinado microrganismo ou na identificação de uma espécie em particular. Desta forma, a função de um dado meio depende da sua composição. O isolamento de uma determinada estirpe microbiana pode ser feito através do recurso e/ou combinação dos seguintes tipos de meios:

  • Meios selectivos – suprimem o crescimento de determinados microrganismos em benefício de outros.

    Exemplo: meio selectivo para pesquisa de coliformes, utilizado na análise microbiológica de águas: os meios complexos que permitem o isolamento de coliformes (enterobactérias Gram negativas) são suplementados com sais biliares ou com o sal lauril-sulfato de sódio, que actuam como agentes inibidores do crescimento de bactérias Gram positivas.

  • Meios diferenciais – permitem a distinção entre diferentes grupos de microrganismos com base na capacidade de  metabolizar componentes específicas do meio de cultura ou na morfologia (aparência) das colónias. Permitem, por vezes, a identificação de microrganismos com base nas suas características biológicas.

    Exemplo: meio Agar de sangue, que permite a distinção entre bactérias hemolíticas e não-hemolíticas. O padrão de hemólise (dos glóbulos vermelhos de sangue) no meio agar de sangue permite destinguir bactérias, tais como Streptococcus pyogenes (causadora da faringite) que causa a lise completa dos glóbulos vermelhos do sangue produzindo halos transparentes à volta das colónias, Streptococcus mutans (causa cárie dentária), que não é hemolítica, e Streptococcus pneumoniae (causadora de pneumonia bacteriana) que lisa parcialmente os glóbulos vermelhos do sangue.

Autor e Créditos

Autor:

 

Tópicos Relacionados

 

Para comentar tem de estar registado no portal.

Esqueceu-se da password?

© 2008-2009, Instituto Superior Técnico. Todos os direitos reservados.
  • Feder
  • POS_conhecimento