e-escola

James Chadwick (1891 - 1974)

Publicado em 25/02/2002

chadwick
James Chadwick
Fonte da imagem: WikipediaLink externo.

As suas descobertas foram aceites unanimemente na comunidade física da época e garantiram-lhe a atribuição de diversos prémios, honras e condecorações, entre os quais o prémio Nobel em 1935.

James Chadwick nasceu em Cheshire, Reino Unido, a 20 de Outubro de 1891.

Ingressou na Manchester University em 1908 para estudar Física e aí colaborou com Ernest Rutherford no estudo da emissão de raios gama. Em 1913, foi para Berlim, onde trabalhou com o físico alemão Hans Geiger, inventor do contador de radiação com o mesmo nome.

Após a guerra, regressou ao Reino Unido e tornou-se professor do Gonville and Caius College, onde retomou as suas investigações no campo da campo da radioactividade. No Laboratório Cavendish, em Cambridge, colaborou com Rutherford (que tinha observado experimentalmente a primeira reacção nuclear em 1919) e com ele produziu a desintegração artificial de diversos elementos, utilizando o bombardeamento com partículas alfa.

A principal contribuição de James Chadwick para o desenvolvimento da Física ocorreu em 1932, data em que descobriu a partícula do núcleo atómico, que passou a ser conhecida por neutrão, devido ao facto de não ter carga eléctrica. Pela sua descoberta, divulgada à comunidade científica na obra "Possible Existence of Neutron", obteve em 1935 o prémio Nobel da Física.

Foi também professor de física em Liverpool (1935-1948) e director do Gonville and Caius College (1948-1958), na segunda guerra mundial esteve ligado ao projecto da bomba atómica, tendo sido conselheiro científico de R. Oppenheimer, o director do projecto Manhattan (projecto que levou à construção da bomba atómica) no Laboratório de Los Alamos, EUA.

As suas descobertas foram aceites unanimemente na comunidade física da época e garantiram-lhe a atribuição de diversos prémios, honras e condecorações, entre os quais o prémio Nobel em 1935. Foi membro da Royal Society, Académie Royale de Belgique, Kongelige Danske Videnskabernes Selskab, Koninklijke Nederlandse Akademie van Wetenschappen, Sächsische Akademie der Wissenschaften, Pontificia Academia Scientiarum, do Franklin Institute; da American Philosophical Society e da American Physical Society. Como reconhecimento da importância dos seus trabalhos, foi-lhe atribuído o grau de Doutor Honoris Causa nas Universidades de Dublin, Leeds, Oxford, Birmingham, Montreal (McGill), Liverpool e Edinburgh.

Faleceu em Cambridge a 24 de Julho de 1974.

Autor: e-escola

© 2008-2009, Instituto Superior Técnico. Todos os direitos reservados.
  • Feder
  • POS_conhecimento